BLOGGER TEMPLATES AND TWITTER BACKGROUNDS »

segunda-feira, 15 de fevereiro de 2010

Vida

Sabe eu não sei falar que estou sentindo isso e aquilo porque parece que to sentindo tudo ao mesmo tempo, claro que são coisas psicologicas que me afetam fisicamente.
Sinto como se eu tivesse perdido a minha estabilidade que venho lutando para conseguir te-la.
Parece que o controle que eu achava que tinha do mund ao meu redor se foi, estou sentindo isso faz tempo mas conseguia me controlar mas agora não to conseguindo.
Parece que a vida das pessoas em minha volta mudam e a minha não, eu não vejo essa mudança como uma mudança boa, são coisas que sem mantinham intactas ha 10 anos ou mais. É como se eu perdesse não só a minha segurança mas a pessoa tambem.
Minhas primas por exemplo, até um tempo todas etavam estudando , de boa, agora não uma casou a outra esta gravida e esta casando e a outra que eu era muito grudada com ela e não é culpa dela eu não estar tão grudada mais esta namorando e nem tchum pra mim.
Minha madrinha em um ano ela separou de um casamento de vinte anos, casou de novo com um cara e está morando lá em São paulo.
A minha madrinha de São paulo esta com depressão e com uma pressão enorme na cabeça dela e ainda assim eu sou a unica a entender o que ela passa, agora ela resolveu procurarm um emprego, mudar a vida dela e tudo, pra mim isso foi um baque porque eu tinha a segurança de sempre poder contar com ela lá, agora não , a vida dela ta mudando.
Me formo em maio e quero mudar daqui, ai ontem sabe me bateu um desespero pensando o que vai ser da minha vida daqui pra frente?
Sim, eu tenho planos, mas esse planos eu até agora não consegui tira-los da cabeça.

2 comentários:

Nanda Assis disse...

vc precisa se jogar mais.

bjosss...

RENATA MARIA PARREIRA CORDEIRO disse...

Mas conseguirá! Persista, nunca desista.
Para a minha querida:

*Quem nunca viu
que a flor, a faca e a fera
tanto fez como tanto faz,
e a forte flor que a faca faz
na fraca carne,
um pouco menos, um pouco mais,
quem nunca viu
a ternura que vai
no fio da lâmina samurai,
esse, nunca vai ser capaz.

Paulo Leminski*

Beijos

Bom dia

Renata