BLOGGER TEMPLATES AND TWITTER BACKGROUNDS »

domingo, 7 de maio de 2017

Thirteen reasons why

Comecei a assistir essa serie a pouco e refletir, eu não acabei, faltam 3 episodios, sem spoiler ok?
Não vou falar da serie em si mas no que ela me fez refletir.
Eu já sofri bullying na escola, não foi tão sinistro igual o da Hannah mas foi sofrido, pra mim a pior fase da minha vida foi a adolescencia!
Eu só não sofri bullying na pré escola e no ultimo ano do ensino medio, de resto foi uma grande prova!
Ja relatei algumas coisas aqui inclusive.
Eu afirmo com todas as forças, bullying é perverso!
Na época era frescura minha, a culpa era minha de passar pelo o que eu passava, eu falo que a culpa é minha em me deixar me inferiorizar, como não sabia lidar eu descontei na comida, essa foi minha saida a da Hannah foi o suicidio.
Mas a culpa para ai, cada um tem a responsabilidade de suas atitudes e quem fez o que fez tem culpa sim!
Mexeu tanto comigo isso que tive que fazer tratamento psicologico depois, acho que ninguem sabia lidar com esse problema,
E é ai o erro.
Vai desde os pais, os professores e até a escola.
É verdade que todo mundo ganhou apelidos, passou pelo bullying pelo menos uma vez, o que vai mudar isso é como a vitima é atingida.
Não acho bullying coisa de adolescente, é uma coisa seria e deve ser encarado como tal.
Não so os pais das vitimas quando dos agressores também.
Eu so consegue me dar bem no colegio no 3º ano do ensino medio porque mudei de escola e la pude fazer uma nova historia, onde eu fiquei colega da sala inteira, eramos unidos, onde pude pela primeira vez me socializar sem me preocupar, dali pra frente pode seguir bem.
Fiz amizades antes também, que duram até hj, acho que foi isso até que me dava forças.
Acredito que quando a pessoa se queixar de bullying, assedio moral ou qualquer coisa do tipo tem que ser analisada e estudada para saber a que consequencias isso pode levar.
Pode ser um pedido de ajuda.
Hoje sou uma pessoa melhor, menos critica comigo, mas também ando cheia de armaduras, não me surpreendo com o pior das pessoas (aqueles aos quais não são amigos ou familiares) ...
Foco em frente porque tenho que fazer a minha historia e quero que ela seja feliz!



quarta-feira, 23 de março de 2016

Mudei de cidade

Olá pessoas!
Eu mudei de cidade!!!!
Finalmente!!!!
Desde a adolescência eu queria e hoje, com 32 anos eu consegui!
Arrumei um emprego aqui, comecei hoje, é de atendente de telemarketing, nunca pensei em trabalhar disso mas tô achando super legal, mas tô no treinamento ainda, conhecemos a empresa hoje, por enquanto ta legal, mas acho que vou gostar sim.
Moro com uma moça, ela tem 23 e eu 32, mas falo pra vcs, ela é bem mais vivida que eu!
Tô me acostumado a morar com ela ainda, essa pra mim que está sendo a parte mais difícil!
A convivência!
Estou sabendo que está sendo dificil para os meus pais também, meu pai chora, minha mãe deve que chora também, eu procuro não pensar nisso que senão eu choro também, hoje mesmo vi uma mulher parecida com minha mãe e ja me bateu um desespero de vê-la, mas né, a gente tenta se conter.
Eu ainda tô na fase de descobertas e exploração, me sinto presa na verdade porque quero fazer um tantão de coisas e não sei aonde é e nem como chegar lá!
Vou me virando!

segunda-feira, 22 de fevereiro de 2016

Ovário Policístico

Oi!
Então to triste e desanimada hoje!
Hoje tive a confirmação de algo que eu já sabia mas quando se torna verdade destroi.
Na verdade estou sendo dramática ...
Fui na ginecologista pra rotina mesmo e também já prevendo o diagnostico já procurar um tratamento.
Eu tô falando de ovários policísticos.
Ja fiz exames que já constataram ovários policísticos e hoje mais uma vez fiz o exame, o medico disse que meu útero e endométrio são perfeitos, não tem nada de anormal mas os ovários são os dois policísticos e que terei que fazer tratamento e com sorte engravidar.
Como eu já falei eu já sabia, mas eu sempre espero um milagre.
Ainda mais que eu fui num retiro de carnaval e acreditei que podia ter melhorado.
Quando fui no consultório eu conversei com a medica sobre isso, farei 32 anos daqui ha 4 dias, e eu falei que ja tinha feitos exames que constavam esse probleminha e que eu queria fazer mais exames, saber quais a chances e começar o tratamento mesmo estando solteira porque eu sei que leva tempo.
Ela me elogiou disse que eu tava certíssima, que eu tenho até 35 anos para engravidar de forma segura, que tem tratamento pra isso.
Eu penso assim: estou solteira hoje, como o tratamento leva tempo durante esse tempo se acontecer de eu encontrar um cara legal, que tenhamos um futuro juntos, quando casarmos, vou engravidar sem problemas, se não encontrar tem inseminação artificial.
Mas sei la , acho que estou fazendo tempestade em copo d'água porque nunca tentei engravidar então eu não sei se tenho dificuldade mesmo.
Conheço pessoas que tem ovário policístico e engravidou na primeira tentativa e pessoas que levaram anos pra engravidar.
Mas conversei seriamente com a minha mãe hoje, ela falhou muito comigo nessa parte, quando eu tive a menarca ela nunca me levou na ginecologista, tinha meses que eu menstruava direto, tinha meses que ficava sem menstruar, logico que havia algo errado e mesmo se não houvesse toda mulher tem que fazer acompanhamento ginecológico.
Fui a primeira vez na ginecologista com 24 anos quase 25 por iniciativa própria (minha mãe fez o escarcel pq como eu tinha namorado ela tinha certeza que eu iria pra pedir o anticoncepcional coisa que não é verdade, eu fui pq tinha algo errado ), ali eu fiz ultrassom deu normal, mas a medica ja falava que eu tinha ovário policístico, com 28 voltei e quando o ginecologista falou de ovário policístico ele falou que ia jogar meu ovário fora, nunca mais voltei nele.
Da ultima vez que fui ta registrado aqui né, meu desespero com um possível câncer .Mas a ginecologista dessa vez ja falou que era tratável nada cirúrgico.
E tenho que fazer acompanhamento sempre, mas ja melhorou graças a Deus.
Já fiz os outros exames que a medica pediu, agora é aguardar.
Fé em Deus sempre!!!
Tem um livro que eu ja falei dele aki, chama Você pode curar sua vida Olha o livro aqui! , quando tive depressão comprei esse livo e lá fala muito coisa a respeito de cura, acredito que a força do pensamento faz diferença sim até porque só usamos 10% do nosso cérebro e eu tenho fé em Deus pra resolver qualquer parada!
Se você quiser contar aqui a sua experiencia, ou a sua expectativa quanto ao ovário policístico fique a vontade!